Qualquer pesquisa sobre como aumentar a fertilidade indicam a importância de mudar o estilo de vida com cuidados de dietas e exercícios.

Boa parte dos estudos mostra a relação entre as mulheres com peso saudável e a taxa de sucesso de fertilização in vitro aumentadas.

Exercícios e fertilização in vitro, no entanto, tem uma relação mais complicada.  Se não sabe muito bem sobre essa relação, saiba mais sobre o que é fertilização in vitro aqui.

O excesso de exercícios – principalmente a atividade cardiovascular – parece ter um efeito na produção de hormônios reprodutivos, e isso afeta sua capacidade de conceber.

Outro desafio para determinar “quanto é demais” é que “exercício” para uma mulher é muito diferente de exercício para outra. 

No entanto, os níveis de intensidade e os riscos associados a esses vários exercícios são muito diferentes, e alguns são mais propícios a um ciclo de fertilização in vitro bem-sucedido e a uma gravidez saudável do que outros.

Se acalme.

Esse é o conselho mais importante e geral que podemos dar às mulheres que buscam a fertilização in vitro. 

Percebemos que pegar leve é ​​um grande desafio para as mulheres que estão acostumadas a exercícios vigorosos. 

No entanto, quanto mais estudos você revisar, mais verá uma correlação entre o aumento da atividade física e a diminuição das taxas de concepção. 

Se você é um corredor regular, ciclista, corredor de maratona ou participa de programas de exercícios destinados a atletas moderados avançados, seu médico provavelmente lhe dirá para ir com calma enquanto realiza seus tratamentos de fertilidade.

Quatro horas ou menos. 

O que significa “pegar leve”? Bem, boa pergunta. 

Mantenha seus treinos cardiovasculares em no máximo 4 horas por semana e preencha as lacunas com opções de intensidade mais baixa que ainda aumentam a força e a flexibilidade, como ioga, exercícios aquáticos ou tai chi.

Esvazie qualquer coisa de alto impacto.

Se o exercício de sua escolha for de alto impacto, é hora de colocá-lo em segundo plano por um tempo.

Qualquer queda séria, ferimentos ou impacto na parede abdominal pode comprometer seriamente sua saúde reprodutiva, especialmente se houver um bebê recém-implantado lá, ou se você estiver sujeito a abortos espontâneos.

Prepare-se para “nenhum exercício” durante a semana de retirada dos óvulos. 

Não é por conta do procedimento de FIV que os exercícios não deveriam acontecer (embora você queira ir com calma), mas mais porque você provavelmente não vai sentir vontade.

Os medicamentos para fertilidade que você vai tomar, combinados com alguns de seus potenciais efeitos colaterais físicos – como inchaço, fadiga e leve desconforto – farão você se sentir mais como se deitar e tirar uma soneca do que sair para correr alguns quilômetros.

Isso é OK, e sempre recomendamos que você ouça o seu corpo e não force nada. Você está embarcando em um processo muito complexo e delicado, então não quer fazer nada que possa comprometê-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *